Literacia Emocional na aula de Educação Física

CONSTRUIR O CARÁTER Margarida Gaspar de Matos no seu livro “Comunicação, gestão de Conflitos e saúde na escola” (PDF) refere, quando aborda “as competências de vida e desporto”, que o desporto oferece inúmeras oportunidade para promoção do desenvolvimento psicossocial dos participantes. Este contexto constitui um fórum onde se aprendem princípios de responsabilidade, conformidade, persistência e … Continuar a ler Literacia Emocional na aula de Educação Física

Anúncios

Domínio Sócio-Afetivo

DSA e DIMENSÃO HUMANA Despacho n.º 2351/2007: “O desenvolvimento de uma cultura de sucesso escolar pressupõe o estabelecimento de um sistema de avaliação de desempenho capaz de gerar indicadores que permitam verificar, simultaneamente, a qualidade das aprendizagens, a adequação dos programas e a conformidade das práticas letivas e pedagógicas, evidenciando os aspetos a alterar para … Continuar a ler Domínio Sócio-Afetivo

Como Valorizar a Disciplina de Educação Física?

Reflexão orientada para o Domínio da Educação Física. No encerramento do 9º Congresso, em 2013, prevíamos que os tempos que se avizinhavam seriam difíceis para a nossa especialidade nos vários contextos da nossa intervenção profissional. Sabemos hoje as dificuldades que se vivem na escola, nos clubes e nos ginásios. As questões da legitimação e valorização … Continuar a ler Como Valorizar a Disciplina de Educação Física?

Benefícios do Relaxamento

Baseado no conceito de EPS, a Direção-Geral da Educação apresentou o novo Programa de Apoio à Promoção e Educação para a Saúde (PAPES), que foi homologado por despacho do Senhor Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário em 3 de setembro de 2014, com enfoque nas seguintes áreas: Saúde Mental e Prevenção da Violência … Continuar a ler Benefícios do Relaxamento

Higiene Mental e Saúde

É suficientemente perturbador que as crenças negativas possam ser um reflexo da realidade, mas o que na verdade é ainda mais perturbador é o facto delas ajudarem a criar essa realidade. Isto é especialmente verdade quando as crenças são subconscientes. A maioria de nós acredita, e os cientistas comportamentais confirmam-no, que os nossos comportamentos são um reflexo directo das nossas crenças, percepções e valores, criados a partir de experiências passadas.